domingo, 5 de outubro de 2014

5 de outubro



Hoje é domingo e os feriados que caem em domingo tendem a ser esquecidos porque no ano em questão não implicam um dia livre de escola ou trabalho. Mas os feriados têm as suas razões de ser e o de hoje, em Portugal, existe por uma mudança radical de regime político que ocorreu há 104 anos. 


Na wikipedia podem encontrar informação interessante sobre este dia e no Público há uma cronologia bem catita para os mais interessados.

Já leram tudo? Então contem-me lá coisas:
1. Quais foram as causas para se ter decidido alterar o regime político em Portugal?
2. O que foi o Ultimatum Britânico?
3. O que era o Mapa Cor-de-Rosa?
4. Quem foi assassinado em 1908?
5. O que é que aconteceu a D.Manuel II (o último rei de Portugal)?
6. Em que é que se notou imediatamente a mudança de regime? Ou seja, quais foram as consequências imediatas desta revolução republicana?

Boas investigações!

9 comentários:

Manga disse...

obrigada, cara professora por nos fazer pensar e conhecer melhor o vosso país. Tenta-lo-ei resolver ao longo do dia.
Feliz dia da República!

Ana B.Molero. 2ºNA disse...

Olá, boa tarde Susana e boa tarde aos meus colegas.
Depois de ler a informação sobre a República Portuguesa vou tentar responder às perguntas, mas não sei se serão corretas ou não.

1. Quais foram as causas para se ter decidido alterar o regime político em Portugal?
As causas foram:
 A subjugação do país aos interesses coloniais britânicos
 Os gastos da família real
 O poder da igreja
 A instabilidade política e social
 O sistema de alternância de dois partidos no poder (os progressistas e os regeneradores)
 A ditadura de João Franco
 A aparente incapacidade de acompanhar a evolução dos tempos e se adaptar à modernidade.

2. O que foi o Ultimatum Britânico?
O Ultimatum Britânico foi um ultimato enviado ao Goberno Português desde o Governo Britânico de Lord Salisbury exigindo a retirada das forças militares portuguesas que estavam entre as colónias de Angola e Moçambique.

3. O que era o Mapa Cor-de-Rosa?
O nome que se deu ao mapa representativo da pretensão de Portugal a exercer soberania sobre os territórios entre Angola e Moçambique. Foi desenhado en 1886 e tornado público un ano depois.

4. Quem foi assassinado em 1908?
O rei D. Carlos e o príncipe herdeiro Luís Filipe foram assassinados na Praça do Comércio no dia 1 de fevereiro de 1908.

5. O que é que aconteceu a D.Manuel II (o último rei de Portugal)?
D.Manuel II foi um rei muito jovem que mudou a situação política de Portugal. Esta situação se degradou, tendo-se sucedido sete governos em dois ano. Um dia quando D. Manuel II regressava ao Paço das Necessidades, os revolucionários começaram a bombardear o local onde estava D.Manuel. O rei tentou telefonar mas a linha estava cortada. Ele recebeu um telefonema do presidente do Conselho, aconselhando-o a procurar refúgio em Mafra ou Sintra mas não quis. No final o rei D. Manuel II foi para Mafra porque as tropas disponíveis não eram suficientes para cercar os revoltosos na Rotunda.
Quando chegou a Mafra o Coronel não tinha meios para proteger o rei devido às férias. Entretanto, chegou de Lisboa o Conselheiro João de Azevedo Coutinho que aconselhou o rei a chamar a Mafra as rainhas D. Amélia e D. Maria Pia (mãe e avó do rei) que estavam nos Palácios da Pena e da Vila, em Sintra, e a preparar-se para seguir para o Porto, para aí organizar a resistência. A família real embarcou para o exílio.

6. Em que é que se notou imediatamente a mudança de regime? Ou seja, quais foram as consequências imediatas desta revolução republicana?
As consequências imediatas foram a proclamação da República de Portugal e o Governo Provisório (determinara a nova nomenclatura dos ministérios) até a aprovação da Constituição Política da República Portuguesa. Os símbolos nacionais foram modificados (a bandeira, o hino nacional, o busto, a separação entre o Estado e a Igreja e o reconhecimento internacional).

Boa tarde a todos.
Até amanhã.

Mª Eugenia R.C. disse...

Obrigada Ana, já poupei de ler o Público todo...kkkk. ;) Muito interessante, ao sério.
Susana, obrigada... também aos domingos? Que maravilha!!
E eu pergunto, assim em geral e sem procurar resposta nem inimigo: Por que é que nós ainda temos monarquia em pleno século XXI? Os reis e as princesas para os contos, pá!

Encarna S.N. 2ª NA disse...

Quanto os símbolos nacionais que foram modificados com a implantação da República, a bandeira de Portugal foi mudada para a que existe actualmente e o hino nacional passou a ser “A Portuguesa”. Quanto à moeda, usou-se o escudo até à entrada do país na zona euro.
Boa tarde e até aulas!

Irene Amelia Gaitán Coronado disse...

Elvira Coronado 2ºNA

Como já li vou contestar.

1ª .Foram varias as causas: A subjugacao do país aos interesses coloniais britânicos, os gastos da familia real, o poder da igreja a inestabilidade política e social, o sistena de alternância de dos partios bo poder.... Estas e algumas mais contribuiram à implantacao da República.

2ª. O governo britânico exigui ao governo português as retiradas das forÇas militares portuguesas das colónias de Angola e Moçambique-

3ª Portugal pretendia unir o Océano Atlântico e o ïndico a travês conquistando o territorio entre as colónias de Angola e Moçambique

4ª O rei D. Carlos e o príncipe heredeiro Luís Felipe.

5ªO rei fugiu. Na manha do 5 de outubro a família real embarcou no iate "Amélia" con destino a Gibraltar.

6ª Tomaram-se uma serie de medidas importantes, em destaque nos aspetos civíes e religiosos.

( Nao sei como se poe o acento nasal)

Susana disse...

Ótimo vê-la por aqui a espreitar, querida manga, as suas colegas já responderam às perguntinhas. Espero que tenha lido a informação e que tenha gostado. Obrigada pela felicitação!

Susana disse...

Ana B. Molero e Elvira, muito bom trabalho de pesquisa e resposta, vejo que gostaram da investigação que vos propus e espero que se tenham divertido no processo. :)


Encarna, vi que se centrou na última pergunta, e está excelentemente respondida, obrigada pela sua participação.

Susana disse...

Obrigada pelos comentários, Eugenia, é muito bom ter um público tão simpático. Em relação à sua pergunta, não sei bem o que lhe hei de responder, cresci e fui criada num país republicano e, como tal, acho que não sou a pessoa indicada para lhe responder.
;)

Susana disse...

Elvira, no próximo artigo que puser, respondo-lhe à questão dos acentos nasais, pode ser?