sábado, 4 de fevereiro de 2017

Utilização do futuro para exprimir incerteza. Manuel Oncins.

Este texto que aqui vos deixo de Ricardo Araújo Pereira é o artigo referido pela Susana na última aula para exemplificar o uso do futuro para exprimir incerteza. Julgo que se o lerem, perceberão melhor o tema e não o equecerão facilmente.


E entretanto estava a pesquisar este artigo, por acaso dei de chofre com um outro artigo sobre um ex- sem-abrigo que me pareceu interessante. Muito embora neste curso não tenhamos falado deste tema, sim é verdade que já foi visado em cursos anteriores e acho que podia cá ter cabimento.



Espero que gostem deles e já sabem, procurem ser felizes. Bom fim de semana a todos.

3 comentários:

Guadalupe Gómez de Villar Sara disse...

Bom, Manuel...uff, o artigo do "sem abrigo" é arrepiante; ao mesmo tempo triste e por vezes, esperançado; ainda bem que acaba felizmente.

Acho que este tema dá pano para mangas, e lembro-me neste momento de dramas que tenho conhecido recentemente que se lhes parece.

Parabéns ao protagonista, e a minha gratidão para se, por têm-nos-lho (isto, soa bem?)procurado e oferecido.

Guadalupe Gómez de Villar Sara disse...

Ah, e esqueci-me de vos comentar sobre o artigo do"Tera"...é fantástico!; já, no ano passado a Susana foi que nos lho entregou, mas tínha-me esquecido de tanto jogo de palavras.

Leiam-no!, e julguem sobre a imaginação e o domínio das palavras que este homem tem, a maneira em que dispõe das "afirguntas". Vale a pena.

Ciao

Susana Abrantes Pereira disse...

Obrigada Manuel, eu pensei fazer o mesmo mas o Manuel é bastante mais eficiente do que eu. Esperemos que os seus colegas aproveitem (ainda que não o demonstrem com comentários) todo o trabalho que tem sido feito neste blogue.